JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 890
Quarta, 17 December 2014 09:15

Tempo de Espera – por Paulo César Cedran* Destaque

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

Uma das virtudes mais difíceis de cultivarmos é a virtude da espera. No mundo atribulado em que vivemos, falar em espera pode soar como algo fora do contexto moderno, digital de tempo real.

 

Mas o período proposto pela Igreja, que marca o início do Ano Litúrgico denominado Advento, é justamente o exercício desta virtude para os cristãos. Na liturgia das horas o cântico de Simeão demonstra o desejo de todos nós – velhos homens em poder encontrar e ver o Salvador. Quando Maria e José chegam ao templo para apresentar o Menino Jesus, Simeão toma o menino em seus braços e profetiza em alta voz: Deixai agora vosso servo ir em paz, pois meus olhos viram a salvação que preparaste para as nações! Uma luz para guiar o seu povo que se encontrava nas trevas.

Estamos às portas de celebrarmos mais um Natal. Mesmo assim o período que antecede a celebração do nascimento de Jesus deve proporcionar a cada um de nós a renovação e o renascimento de nossos corações. Uma conversão que aplaine os caminhos e rebaixe as colinas, como propôs João Batista. Liturgicamente nos preparamos para celebrar a memória do Jesus que já nasceu há mais de dois mil anos. Um Deus que nascido em carne, revelou o projeto do Pai para os homens, uma vez que: Dignou-se dar-se de presente a alguém. Deus não quis ficar unicamente Deus. O criador dispôs-se fazer-se também criatura. Não entendeu comunicar somente o seu bem, a sua verdade e a sua beleza. Ele nos presenteou também com isso. (BOFF, 1985, p.9). Este presente, como nos lembrou o Frei Leonardo Boff na obra A Humanidade e a Jovialidade de nosso Deus, nos ajuda a prepararmos a celebração daquela que foi a primeira vinda de Jesus. Também como afirma o Missal Dominical, este é O Tempo de Preparação de 3 a 4 semanas, que precede a festa de Natal é chamado de Advento. Isto quer dizer que o Redentor do gênero humano está, por assim dizer, a caminho para vir até nós, enquanto nós nos preparamos para recebê-lo. A consciência de nossos pecados nos faz desejar ardentemente e esperar a vinda do Redentor e Salvador do mundo. (MISSAL DOMINICAL, 1953, p. 41). Essa consciência de que somos pecadores não nos diminui ainda mais diante de Deus, pois no sentido escatológico, esperamos também no tempo do Advento, a segunda vinda de Jesus, pois no entanto, a história de Deus não havia terminado. Quando porém, chegou a plenitude do tempo, nas palavras do Apóstolo Paulo, o Senhor falou novamente – dessa vez na pessoa de Jesus Cristo, o Filho de Deus, cujo nascimento, morte e ressurreição mudaram tudo. (MORAES, 2012, p. 256). Esta afirmação retirada da obra A História – a Bíblia contada como uma só História do Começo ao Fim deixa a certeza de que devemos estar atentos à segunda vinda de Jesus. Assim, como afirma o Missal Romano Quotidiano: A última vinda de Jesus Cristo para o Juízo Final, será o complemento da obra redentora. Jesus virá na sua glória de Juiz e chamará para a felicidade eterna todos os que tiverem seguido com fé, amor e perseverança; porém os que O tiverem renegado, serão afastados dele por toda a eternidade. (MISSAL ROMANO QUOTIDIANO, 1959, p. 34).

Estamos prontos para essa espera e para essa vinda? Eis o questionamento do Tempo do Advento.

 

* Paulo César Cedran é Mestre em Sociologia, Doutor em Educação Escolar pela Unesp de Araraquara, Supervisor de Ensino da Diretoria de Ensino – Região de Taquaritinga, Docente do Centro Universitário Moura Lacerda de Jaboticabal e da Uniesp de Taquaritinga.

 

Portal Process

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 

 

Informações adicionais

  • Aviso: © Copyright 2014 - Portal Process. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação falado ou televisivo, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Portal Process.
Lido 2122 vezes Última modificação em Quarta, 17 December 2014 09:21

Deixe um comentário

Comente à vontade, apenas ressaltamos que nosso Portal Hora1 (Process) não aceita ofensas gratuitas, palavrões e expressões que possam configurar crime, ou seja, comentários que ataquem a honra, a moral ou imputem crimes sem comprovação a quem quer que seja. Seu comentário será aprovado em até 12 horas a partir da postagem.