Quinta, 07 June 2018 15:55

Crônica de Paulo César Cedran - Dito da Luz Destaque

Escrito por
Avalie este item
(4 votos)

Capa ditoluzQuando a Companhia de Força e Luz ainda era uma empresa pública, Dobrada teve o privilégio de contar com um de seus funcionários morando na cidade.Cidade pequena, tem costume de associar o nome das pessoas aos serviços que ela prestava ou a empresa que trabalhava e assim o senhor Benedito Machado da Silva ficou conhecido como Dito da Luz.

Como foi bom poder contar com seus serviços, seja na empresa ou mesmo depois de aposentado. Durante mais de 40 anos Dito socorreu a população de Dobrada. Seu trabalho não ficou restrito apenas aos moradores de nossa cidade. Precisamos lembrar-nos do seu empenho junto à nossa Paróquia São Francisco de Paula. Na igreja, como costumamos falar, o Dito sempre trabalhou nas comissões de Festa, junto com sua esposa Valdomira.

Em minha lembrança, recordo de todo empenho, junto com recém Sacerdote Padre José Domingos Braghetto. Quem trabalhou na comunidade e hoje, quem ainda trabalha sabe o quanto foi sacrificado este serviço. Muitos ainda podem recordar comigo, que o trabalho dos festeiros começava na restauração das barracas onde aconteceria a festa ao lado da Matriz e também na sua iluminação. Seja com madeiras, bambus ou encerados, tudo tinha que estar pronto para acontecer a quermesse. Como a Valdomira sempre trabalhava junto ao altar, cabia ao Dito, outra tarefa, auxiliar na preparação dos andores na Procissão do Cristo morto em outras celebrações da Comunidade. Quantas viagens com sua brasília marrom para nos levar em cursos, encontros, missa  e ainda não atrasar com as flores que deviam estar perfeitas para honrar ainda mais nosso senhor.

Sempre com um largo sorriso no rosto, vi pouco a pouco, o Dito branquear sua farta cabeleira e, mesmo assim sempre dizer sim quando se tratava de servir nossa comunidade. Acredito que sua maneira serena e calma de viver o acompanhou até seus últimos momentos.

Hoje ao lembrarmos de sua memória, nos resta louvar ao Senhor pelo dom da sua vida, que se extinguiu como a chama de uma vela que brilha até o último momento de sua existência. Na esperança de um dia encontramos na sala do Pai, resta-nos também agradecer a Deus pela família que ele constituiu em nossa cidade e que hoje produz seus frutos nos genros, netos e netas, que muito nos honra.

Agora, amigo Dito da Luz, caminha ao encontro do Senhor na certeza  de que sua luz jamais apagará nos corações de todos que o amam. Que descanse em paz, sabendo que “a tua saudade corta como aço de navalha”, como diz a canção Cuitelinho de Pena Branca e Xavantinho, que você tanto gostava. 

 

* Paulo César Cedran é Mestre em Sociologia, Doutor em Educação Escolar pela Unesp de Araraquara, Supervisor de Ensino da Diretoria de Ensino – Região de Taquaritinga, Docente do Centro Universitário Moura Lacerda de Jaboticabal e  Uniesp - Taquaritinga. E-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 

Portal de Notícias Hora1
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 

 

 

Informações adicionais

  • Aviso: © Copyright 2015 - Portal Process. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação falado ou televisivo, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Portal Process.
Lido 1124 vezes Última modificação em Quinta, 07 June 2018 16:03

2 comentários

  • Link do comentário Paulo César Cedran Segunda, 11 June 2018 11:31 postado por Paulo César Cedran

    Dito amigo sempre ,família querida.

    Relatar
  • Link do comentário Jaqueline Machado Sexta, 08 June 2018 17:36 postado por Jaqueline Machado

    O que comenta suas palavras já falam por sim eu só tenho e agradecer muito obrigada Paulo Cedran . E muita emoção ?????

    Relatar

Deixe um comentário

Comente à vontade, apenas ressaltamos que nosso Portal Hora1 (Process) não aceita ofensas gratuitas, palavrões e expressões que possam configurar crime, ou seja, comentários que ataquem a honra, a moral ou imputem crimes sem comprovação a quem quer que seja. Seu comentário será aprovado em até 12 horas a partir da postagem.